Unidade – Derby (81) 3033.3600 | (81) 9 8130.3600

Unidade – Boa Viagem (81) 3075.7575  | (81) 3463.0240

Unidade – Piedade (81) 3361.2243  | (81) 3361.2455

Toggle navigation

Quais as diferenças entre tonturas e vertigens?

A vertigem e a tontura podem ser sintomas clínicas de doenças do labirinto, região no ouvido responsável pelo equilíbrio, audição e percepção do corpo. Mas, para entender o que pode estar causando esse desconforto, é importante entender as diferenças entre tonturas e vertigens e identificar qual dos deles está afetando sua saúde.

Continue sua leitura e descubra as diferenças entre tonturas e vertigens!

Como identificar a vertigem?

Caso você esteja sentindo vertigens, saiba que sua principal característica é a sensação de rotação: nesse caso, tanto o próprio paciente pode estar rodando, ou o mundo rodando ao seu redor, como ao sair de um gira-gira, por exemplo.

Como identificar a tontura?

Já quando falamos de tontura, as principais reclamações do paciente deve ser a sensação de instabilidade, como sensação de maresia, pisar em ovos, cabeça mais vazia ou leve, entre outros sintomas.

Apesar da tontura ocorrer em pessoas de qualquer idade, é mais comum entre os mais velhos. Aquela tontura de quem levantou rápido demais de uma posição sentada ou deitada é normal, e acontece devido ao tempo que o líquido viscoso do labirinto leva para interpretar essa mudança de posição, levando à tontura. Se isso acontece com bastante frequência, pode ser o caso de uma irritabilidade do labirinto, ou vertigem postural.

Principais causas da vertigem

Entre as principais causas da vertigem, estão: enxaqueca, alterações metabólicas, labirintite, uso de medicamentos, doenças cardiovasculares e cervicais.

Para descobrir qual dessas causas está causando a sua vertigem, o recomendado é se consultar com um médico otorrino para um diagnóstico.

Como parar a vertigem?

Como há uma grande quantidade de doenças que podem estar causam a vertigem, o primeiro passo é identificar a origem. Tudo começa com a hipótese diagnóstica após uma conversa detalhada entre o otorrinolaringologista e o paciente. Entre os vários exames que podem ser solicitados para cada caso, pode-se citar alguns: exames de sangue, testes otoneurológicos e eletrofisiológicos e eventualmente exames de imagem como ressonância.

Procure tratamento para o seu caso com um médico especializado

Cada caso é um caso, dessa maneira, a melhor maneira de seguir um tratamento eficaz para dar fim as suas vertigens, é se consultar com um otorrino e investigar a causa dessa desordem. Após identificada a causa, o tratamento mais indicado para o seu caso será prescrito pelo médico especializado.

Agende uma consulta com um otorrino na UNO e trate seus sintomas.

Compartilhe

Recomendados

* Em caso de urgência, não é necessário agendar – Pronto atendimento Derby.

** Se o seu plano for Amil, Bradesco ou Sul América, sugerimos confirmação pelo telefone (81) 3033-3600, uma vez que esses planos possuem variações que não são atendidas pela UNO.